Brazilian Journal of Periodontology

O AUTOR E OS COLABORADORES



1.1. Autoria

A Dental Press entende que é de suma importância a categorização das partes que compuseram um estudo ou pesquisa e, por isso, descreve o que implica na nomeação de cada pessoa que está creditada no artigo. A autoria garante crédito e tem importantes implicações acadêmicas, sociais e financeiras. A autoria também implica em responsabilidade e responsabilização pelo trabalho que foi publicado. As definições a seguir têm como objetivo garantir que os colaboradores que fizeram contribuições intelectuais substantivas para um artigo recebam crédito como autores, mas, também, que os colaboradores creditados como autores compreendam seu papel em assumir a responsabilidade e prestar contas pelo que é publicado.

Como a autoria não detalha quais contribuições qualificaram um indivíduo para ser nomeado como autor, a Dental Press solicita informações sobre as contribuições de cada pessoa envolvida e nomeada, como forma de comprovar a participação de cada uma dessas pessoas que contribuíram para o trabalho. Os editores são encorajados a desenvolver e implementar políticas de contribuição, as quais garantem a otimização dos processos, removendo parte da ambiguidade em torno da autoria, mas deixam sem solução a questão da quantidade e qualidade da contribuição que qualifica um indivíduo como autor. O ICMJE desenvolveu critérios de autoria, descritos a seguir, que são adotados pela Dental Press International.

1.2. O autor

A Dental Press segue os parâmetros do ICMJE, que recomendam que a autoria do trabalho seja baseada em quatro critérios principais:

● Contribuições substanciais para a concepção ou design do estudo; ou aquisição, análise ou interpretação dos dados para um trabalho.

● Elaborar o trabalho ou revisá-lo criticamente.

● Aprovação final da versão a ser publicada.

● Concordância em ser responsável por todos os aspectos do trabalho, garantindo que as questões relacionadas à precisão ou integridade de qualquer parte do trabalho sejam devidamente investigadas e resolvidas.

Dessa forma, além de ser responsável pelas partes do trabalho que realizou, o autor deve ser capaz de identificar quais coautores são responsáveis por cada uma das partes específicas do estudo. Para que haja um padrão de nomenclaturas, todos aqueles designados como autores devem atender aos quatro supracitados critérios de autoria, e todos os que atendem a esses quatro critérios devem ser identificados como autores.

Esses critérios têm o objetivo de preservar o status de autoria para aqueles que merecem, de fato, o crédito e podem se responsabilizar pelo trabalho — com todos os bônus e ônus desse status. Não é objetivo dessas diretrizes desqualificar profissionais da área ou criar atritos em grupos de pesquisa e estudos. Pelo contrário, servem como base para promover um espaço de publicações saudável, priorizando o mérito de cada um dos envolvidos na versão final do trabalho.

Os indivíduos que conduzem o trabalho são responsáveis por identificar quem atende aos critérios, e devem fazer isso ao planejar a execução do estudo, modificando o que for apropriado, conforme a pesquisa faça progresso. Novamente, a Dental Press ressalta que, seguindo as diretrizes do ICMJE, encoraja a colaboração e a coautoria com colegas nos locais onde a pesquisa é conduzida. É responsabilidade coletiva dos autores — e não do periódico ao qual o trabalho é submetido — determinar todas as pessoas nomeadas como autores e se cada uma delas atende aos critérios estabelecidos.

Assim, não é função dos editores da Clinical Orthodontics determinar quem se qualifica ou não como autor do estudo, ou arbitrar conflitos de autoria. Se não for possível alcançar um acordo sobre as qualificações de autoria, a(s) instituição(ões) onde o trabalho foi realizado, e não o editor da revista, deve(m) ser contatada(s) para investigar o caso. Os critérios usados para determinar a ordem em que os autores são listados na folha de rosto do artigo podem variar e devem ser decididos de forma coletiva, pelo grupo de autores, e não pelo corpo editorial da revista.

Caso os autores do estudo solicitem a remoção ou adição de um autor após a submissão ou publicação do manuscrito inicial, os editores da Dental Press International buscarão uma explicação e uma declaração de concordância com a alteração solicitada, assinada por todos os autores listados e pelo autor a ser removido ou adicionado.

O autor correspondente, ou principal, é aquele que assume a responsabilidade primária pela comunicação com o periódico durante a submissão do manuscrito, revisão por pares e processo de publicação. O autor correspondente, normalmente, garante que todos os requisitos administrativos da revista — como fornecer detalhes de autoria, aprovação do comitê de ética, documentação de registro do ensaio clínico e divulgação dos relacionamentos e das atividades — sejam devidamente atendidos e relatados, embora essas funções possam ser delegadas a um ou mais coautores.

O autor principal deve estar disponível, durante todo o processo de submissão e revisão por pares, para responder às perguntas editoriais em tempo hábil, e deve estar disponível, após a publicação, para responder às críticas ao trabalho e cooperar com quaisquer solicitações da revista quanto a dados ou informações adicionais, caso surjam dúvidas sobre o trabalho após a publicação. Embora o autor correspondente seja o principal responsável pela correspondência com a revista, a Dental Press, seguindo as recomendações do ICMJE, pede para que seus editores enviem cópias de todas as correspondências a todos os autores listados.

Quando um grande grupo de vários autores conduz o trabalho, sugere-se que o grupo decida quem será o autor principal antes de o trabalho ser iniciado, e confirmem quem é esse autor antes de enviar o manuscrito para publicação. Todos os membros do grupo nomeados como autores devem atender a todos os quatro critérios de autoria, incluindo a aprovação do manuscrito final; devem ser capazes de assumir responsabilidade pública pelo trabalho e devem ter total confiança na exatidão e integridade do trabalho de outros autores do grupo. Eles também deverão, como indivíduos, preencher formulários de divulgação dos relacionamentos e das atividades.

1.3. Contribuição para o estudo

Colaboradores que não atendem aos quatro critérios citados no tópico 1.2 não devem ser listados como autores, mas devem ser reconhecidos. Exemplos de atividades que, por si só, não qualificam um colaborador para a autoria são, por exemplo: a obtenção de financiamento; supervisão geral de um grupo de pesquisa ou apoio administrativo geral; assistência na redação, edição técnica, edição de linguagem e revisão. Aqueles cujas contribuições não justificam a autoria podem ser reconhecidos individualmente ou em conjunto, como um grupo (sob um título como “pesquisadores clínicos” ou “pesquisadores participantes”, por exemplo), e suas contribuições devem ser especificadas: “contribuiu como consultor científico”, “revisou criticamente a proposta do estudo” e “analisou os dados coletados” são exemplos de atribuições que podem ser feitas.

Como esse reconhecimento pode implicar em endosso, por parte dos indivíduos reconhecidos, quanto aos dados e conclusões de um estudo, os editores são aconselhados a exigir que o autor correspondente obtenha permissão por escrito de todos os indivíduos e colaboradores reconhecidos no estudo.

Alicerçada na experiência editorial adquirida com a publicação, desde 1996, do Dental Press Journal of Orthodontics, a Editora Dental Press criou a Revista Clínica de Ortodontia Dental Press, com o objetivo de promover o debate, o intercâmbio de experiências clínicas e de difundir o conhecimento científico.

Desde seu primeiro número em fevereiro de 2002, a revista reuniu grandes nomes da ortodontia, em publicações bimestrais em português. Passados vinte anos, o periódico ocuparia lugar entre as 25 mais importantes publicações de ortodontia do mundo, segundo a classificação da plataforma Scopus, a maior e mais prestigiada base internacional para dados técnico-científicos.

Sob a regência do editor-chefe, Prof. Dr. Marcio Rodrigues de Almeida, a Revista Clínica de Ortodontia Dental Press vem ganhando cada vez mais destaque no cenário da ortodontia mundial. Desde 2020, são publicadas edições também em inglês, quando a revista passou a ser chamada Clinical Orthodontics. Atualmente, é publicação oficial da ALADO (Asociación Latinoamericana de Ortodoncia) e é referenciada pela ABOR (Associação Brasileira de Ortodontia Ortopedia Facial).

Com um total de 120 edições e cerca de 800 artigos publicados, a Clinical Orthodontics (Revista Clínica de Ortodontia Dental Press) está indexada nas principais bases de dados e conta com uma plataforma online de submissão de artigos, onde recebe manuscritos do mundo inteiro, os quais são avaliados pelo processo duplo-cego de revisão por pares e adequados aos mais altos padrões científicos.

Copyright © 1998 - 2022 DentalGO | Todos Direitos Reservados. DentalGO é uma marca Dental Press